Total de visualizações de página

8 de out de 2011

PERDOA-ME


Perdoa-me pela frieza das palavras
Pela solidão que ecoa da minha alma
Pela dor que lhe causo
Por não desistir de lutar, não querer te abandonar
Perdoa-me por dar-lhe a alegria
Que tanto sonhava
E lembrar-lhe que também tem um coração
Frio e sombrio ... é certo
Mas que aos poucos deixou de ser negro
Perdoa-me pelas lágrimas de sangue
Que correm em minha face
Manchando o lençol de nosso leito tão sagrado
Perdoa-me por desejar-lhe sempre o melhor
Por tirar de você a dor que te invadia
Me apossar de seu corpo... sua alma... e principalmente teu coração
Porque apenas amava-o como jamais amei ninguém
Tirei-lhe a vida... o encanto
E apenas pedi o seu amor
Apenas espero que um dia possa me perdoar
Porque amo-te com a sutileza da lua
Como a névoa de cada madrugada
Que te envolve...
Amo-te apenas nada mais...
Então perdoa-me

CHAMADO


Vem meu Lorde das Trevas, espero tua volta
E quando chegares, não evite entrar
Porque desejo tua pele fria a me tocar
Quero aninhar-me novamente em seus braços
E a tua face tão branca a me olhar
Não me deixe abandonada a própria sorte
Porque sei e tenho essa esperança
Porque teu nome... está cravado em meu coração
Sou aquela que tens procurado a séculos sem fim
E você sabe disso... sou sua amante... sua meretriz
Aquela que se rende a seus desejos
E quando me abraçar verá em meus olhos
Que o que falo é real....
E não ver temor....
Somente muito... muito amor por você
Meu Lorde das Trevas!





SAUDADE


Saudade é solidão que me acompanha
Quando o amor ainda não foi embora
Mas o meu doce amado já....
Saudade é amar um passado que teima em reinar em nós
Saudade é amar o passado porque você está nele
Saudade é sentir que existe o que não existe mais
Saudade é essa dor que teima em reinar na alma
É o gosto de morte na boca
É a tristeza que nos envolve, é a incerteza do amanhã
É a tortura interminável, que sufoca minha alma
E a única cura é VOCÊ!


. 

A DOR DA SOLIDÃO


Um sorriso oculto na face
Escondendo a dor a me torturar
E a saudade que me atormenta
Os dias vazios, chorei quando tudo terminou
Quando nada mais restou do meu sonho encantado
Sorrio quando o sol perde a luz
Porque a cada anoitecer me recrio, te caço
Mentindo para minha dor
Na esperança de encontrá-lo e ver que nada mudou


RAZÃO DA SAUDADE

Tenho razão de sentir saudade, mas não vou te acusar
Houve um pacto entre nós e você foi sem se despedir
Destruiu um pacto, minha vida
Agora exploro os rumos da solidão
Sem prazo, sem consulta, sem provocação
Até o limite de minhas forças
As lagrimas ainda correm em minha face
Ferem-me a alma e o coração, porque você
Antecipou a hora do fim, desse fim que tanto me tortura
Tenho razão para sentir saudade de ti
De nossa convivência, das nossas palavras
Das nossas noites juntos
Sim, tenho saudades...
De tudo que passamos, de tudo que vivemos
E principalmente de tudo que sonhamos
E por muito tempo achei que a ausência é falta
Mas não é.... minha ausência é VOCÊ!
e nada mais.....