Total de visualizações de página

30 de out de 2011

TEXTO : CIDADE DOS ANJOS



Eu deixaria minha eternidade
para tocar em você
Porque sei que de alguma forma
Você me percebe...
Você é o mais perto do céu que posso chegar
Eu não quero voltar para casa agora
O único gosto que sinto é o deste momento
E tudo o que tenho para respirar é o seu Amor
Porque cedo ou tarde tudo pode acabar
Hoje a noite, não te deixarei
Eu preferiria
Sentir o cheiro dos seus cabelos
Dar um beijo em sua boca
Tocar uma vez a tua mão....
A passar a eternidade sem isso.

PERIGO EM SEUS OLHOS


Vejo-te assim, meu adorado
O perigo reluz em teus olhos
A noite  esconde  seus desejos
A névoa que te envolve me seduz
O perigo que me atrai...
O desejo que representa minha perdição
Minha loucura.... meu prazer
A incerteza do amanhã....
A escuridão da noite a me envolver
O sonho jamais esquecido...
O recomeço a cada a noitecer
O brilho em seus olhos fascina-me
Porque sei... que no fundo jamais irá me ferir
És meu eterno protetor... meu guia
Representa a morte... a vida....
A solidão.... o medo da minha alma
Mas sei... que mesmo sem querer
Estará aqui.... sempre
Observando-me... protegendo-me
Caçando-me.... a cada anoitecer
E eu estarei pronta pra você sempre!
Porque dizem... que você não caça mais pra se alimentar...
Apenas por seu mero prazer....
O perigo em seus olhos ronda-me sempre
O perigo de me apaixonar... me perder mais e mais em você
Então espero.... nosso próximo reencontro

EXPRESSO DO AMOR



Meu nome é Elise, estou em Paris, a cidade dos apaixonados, sou jornalista, e fui enviada pra cá, para fazer uma reportagem sobre o romantismo nessa cidade maravilhosa.
Realmente, Pais é uma cidade dos sonhos, linda mágica, encantadora, tudo aqui representa o Amor, apesar de possuir os problemas urbanos que toda cidade tem, embora aqui, os turistas e visitantes nem se importem com isso.
Já estava aqui a uma semana, e relatei tudo o que achei interessante em meu diário de viagem, entrevistas, fotos, locais, tudo era perfeito, e por um segundo me senti completamente só,  parecia-me faltar algo,  até achei normal, porque a muito tempo viajava pelo mundo, tento apenas meu computador portátil e minha câmera como fieis companheiros.
Seria minha ultima noite em Paris, na manhã seguinte seguiria para Veneza, no trem expresso que ligava as duas cidades. Acabei passando a noite em meu quarto de hotel, arrumando todos meus pertences para a viagem logo de manhã.
Meu trem partiria as 8:20 da manhã, então teria de acordar cedo, para poder estar na estação no horário. O que eu, não imaginava, são os relatos que dividirei com vocês agora.
Estava eu, devidamente acomodada no trem que me levaria a Veneza, lendo, porque adoro ler nessas viagens, o tempo passa mais rápido, quando aquele homem entrou, ele era realmente encantador, alto, olhos claros, sua pele era branca,  e sentou-se bem ao meu lado, esboçando um sorriso.
Tentei fingir não notar, mas realmente era quase impossível não sentir aquele perfume, deliciosamente envolvente.
Quando o trem começou a andar tentei me concentrar na leitura, o que durou pouco tempo, quando aquele homem me disse:
- Buongiorno signorina, sei italiano?
Apenas respondi com um leve aceno de cabeça, e notei que ele esperava uma resposta, seu sotaque era encantador, acho que ele era inglês, e então respondi:
-  Buongiorno Sir! No inglese!
Nesse momento, ele sorriu, e disse:
- Que bom, posso conversar em nosso idioma, não sou muito bom em italiano...
- Nem eu... – respondi sorrindo.
- Permita-me que me apresente sou Alexander,  professor de matemática, e estou aproveitando minhas férias, conhecendo outros países! Evocê?
- Sou Elise, sou jornalista, e estou viajando a trabalho, naquele momento não queria dar detalhes demais aquele estranho.
- Aceitaria um café, senhorita Elise?
- Claro!
Levantamos e fomos para o vagão restaurante, passamos horas conversando, sobre coisas sem sentido, parecia que ambos não queriam entram em um âmbito pessoal na conversa, achei ótimo, porque não desejava que ele soubesse nada de minha vida.
A viagem passou rápido, me despedi daquele estranho e seguimos nosso caminho.
Chegando a Veneza fui direto para o hotel, queria descansar, mas admito a primeira vista, aquela cidade era realmente encantadora, muito mais que Paris, ao meu ponto de vista.
Esperava não encontrar mais aquele homem, embora tenha gostado dele, assim... a primeira vista, procurei apenas relaxar, tomar um banho  e descansar... mas não foi bem assim que aconteceu.
Estava me preparando para o banho, quando o serviçal do hotel bate a minha porta e me entrega um embrulho junto com um bilhete, que estava escrito.
-  Miss, scusa la minha franchezza, ma mi piaceebbe venire AL ballo com me, accettare questo dono, saro aspettando Allá reception dell’albergo Le 20 hore! Grazie Alexander.
Senti o rosto corar, agradeci o mensageiro do hotel, não imaginei que aquele estranho fosse capaz disso, fechei a porta e fui ver o embrulho, era um vestido lindo, vermelho, longo, perfeito, fui tomar um banho, mergulhei na banheira de espuma para relaxar, o que aquele estranho desejaria...
As horas passaram rápido,  e estava a me aprontar, o vestido ficou perfeito,  sentia-me uma rainha vestindo ele,  me arrumei o máximo possível, não sei porque, queria estar encantadora.
Na hora marcada, desci para o saguão do hotel, e lá estava ele, lindo... de smokei, jamais havia imaginado vê-lo assim, estava encantador. Quando me aproximei ele simplesmente pegou minha mão e disse:
- La signorina è davvero incantevole e grazie per aver accettato Il mio invito! Non vorrei andare AL ballo senza di lui!
-  Grazie... Mas por favor, falemos em nosso idioma....rs
- Claro querida... falta apenas um detalhe...
Nesse momento ele faz um sinal ao recepcionista do hotel, que entrega-lhe uma caixa ricamente ornamentada e abre, ele gentilmente retira da caixa, um lindo colar. Olhei-o espantada, quem seria ele?
Delicadamente, ele coloca em meu pescoço, aquele colar era lindo, perfeito... jamais havia me imaginado usando uma jóia daquelas e disse:
- Senhor, não devia fazer isso..., não me conhece....
- Conheço mais do que imagina, bella senhorita,  e não se preocupe, é um empréstimo, no final da noite terá de devolver... disse ele em meio a um sorriso.
Fiquei completamente sem ação,  homem nenhum jamais havia me tratado assim... ele notando meu constrangimento, simplesmente pega-me pela mão e diz:
- Vamos... não quero chegar atrasado ao baile! Dizem que esse baile é maravilhoso, e não quero perder nada aqui em Veneza!
Simplesmente o acompanhei, mas minha cabeça estava confusa, tinha tantas perguntas a fazer, meu lado jornalista adoraria desvendar aquele estranho, não parecia ser um simples professor de matemática, tinha muita classe, e aparentemente posses, me sentia estranha... pela primeira vez me deixei levar pela emoção.
Chegamos ao baile, foi realizado em um  local encantador, parecia surreal demais tudo aquilo, parecia que estava em um conto de fadas, estranho falar isso, ainda mais uma jornalista, mas sim, era assim que me sentia, o ar era mágico, perfeito para o romance.
Nos acomodamos na mesa destinada a nós e ele pediu um vinho, ficamos ali por algum tempo, apenas nos observando discretamente, queria saber mais sobre ele,  e pela primeira vez, não sabia como perguntar, quando ele tirou-me para dançar. Tentei explicar-lhe que não sabia dançar, mas ele simplesmente sorriu e arrastou-me para o centro do salão.
Sentia-me leve, seria o efeito do vinho, ou talvez a presença daquele homem tão próximo, pra minha surpresa não pisei nos pés dele...rs, quando voltamos para a mesa, finalmente criei coragem e disse:
-  O senhor não é professor... estou certa disso! Pode me dizer quem realmente é?
- E está certíssima minha querida... mas cada coisa a seu tempo, aproveitemos a noite... prometo responder-lhe tudo o que desejar... amanhã!
Amanhã, pensei comigo, como ele sabia que nos encontraríamos novamente amanhã? Tenho meu trabalho, e não poderei encontrá-lo amanhã, e tentei dizer-lhe isso, mas ele definitivamente não quis ouvir. A noite foi mágica, tudo era tão perfeito, era quase meia noite, quando saímos do baile e ele me levou de volta para meu hotel, deixou-me na porta de meu quarto, e disse:
- Boa noite minha querida, foi uma ótima companhia!
- Digo o mesmo, me diverti muito essa noite, como a tempos não me divertia, obrigada!
Fiz menção de tirar o colar, mas ele impediu-me e disse:
- Não... entregue-me amanhã, será uma boa desculpa para encontrá-la novamente! Agora se me permite... boa noite minha querida!
Dizendo isso deu-me um beijo de leve nos lábios, tentei falar algo, mas as palavras não saíram e vi ele pegar o elevador e me deixar ali.
Passei a noite em claro, tentando descobrir quem era ele,  meus lábios ainda queimavam ao lembrar do beijo suave que ele me deu. Precisava me controlar, não era nenhuma adolescente, que foi levada ao baile pela primeira vez, pelo seu namorado, bem ... na verdade era a primeira vez que era convidada para um baile dessa maneira, e admito estava completamente encantada, justo eu, uma jornalista, encantada por um desconhecido.
Naquela manhã pedi meu café no quarto, sentia-me completamente horrível para descer ao salão principal, e precisava colocar a cabeça em ordem, antes de encontrar com aquele estranho, isso é se me encontrasse com ele novamente, mas ele disse que viria, buscas o colar...
Tomei meu café,  depois de um banho para repor as energias, precisava trabalhar, peguei aquele colocar valioso, e pedi para guardarem no cofre do hotel, afinal teria de devolve-lo ao legitimo dono, quando ele aparecesse.
Saí, para começar a colher informações para minha reportagem, Veneza era realmente encantadora, com seus canais, entrevistei alguns turistas e moradores locais, o dia passava lentamente, e tinha a impressão de ser observada a cada momento, mas procurei desvencilhar esse pensamento, precisava me concentrar no trabalho, o que realmente importava, mas mesmo sem querer, lembrava-me de Alexander, o que ele estaria fazendo agora?
Parei em um restaurante encantador para almoçar, e fiquei a observar as gôndolas, passando com os casais apaixonados,  tirei algumas fotos, essa matéria seria perfeita.
Depois do almoço, voltei para o hotel, queria editar todas as informações que havia colhido naquela manhã,  perguntei se havia recados pra mim na recepção, mas nada.... no fundo fiquei decepcionada, esperava noticias de Alexander,  ele nem veio buscar o colar. Subi para meu quarto, e tentei me concentrar em todas as coisas que precisava fazer,  naquela altura era quase impossível,  Alexander não sai de meus pensamentos, quem era ele? De onde veio? Eram tantas perguntas... então decidi investigar por mim mesma, comecei pelos funcionários do hotel, da loja onde comprou-me o vestido, da joalheria, até o recepcionista... mas não obtive informações.... fiquei frustrada de certa maneira, ele parecia não existir, seria ele fruto da minha imaginação, claro que não... o vestido era real, o colar real, e o beijo mais real ainda.
Estava sentada no bar do hotel,  distraída com meu copo de vinho, quando ouço uma voz atrás de mim:
- Soube que andou perguntando por mim minha querida!
Senti o coração gelar, era ele.... Alexander... senti suas mão sobre meu ombro, e virei-me quase que automaticamente e disse:
- Sou uma jornalista! Devia saber que iria procurar sabe obre o homem misterioso, que conheci no trem...
- Eu sei... minha querida.... mas poderia esperar e perguntar a mim mesmo!
Nesse momento fiquei sem graça, sabia que havia passado dos limites, então disse:
- Desculpe... não era minha intenção desapontá-lo. Veio buscar a jóia?
-  Não.... vim ver você... Elise... senti saudades... você não?
Senti o rosto queimar, sabia que havia sentido falta dele, durante o dia todo e desejava novamente o seu beijo, mas jamais admitiria isso, nem a mim mesma, então tentei apenas ser gentil.
- Claro... é uma ótima companhia.
Ele apenas sorriu-me e sentou-se ao meu lado, pedindo uma taça de absinto, e disse:
- Absinto... a bebida dos deuses,,, se deseja desvendar algo... ele sempre ajuda.
- Posso fazer-lhe algumas perguntas? – disse meio sem graça.
- Como jornalista ou como mulher? – disse ele se divertindo com minha timidez perante ele.
Tentei me recompor, embora fosse difícil, na presença daquele homem misterioso.
- Como jornalista! – disse firme.
- Não! Ele respondeu. – Não dou entrevistas.... Mas se desejar como mulher e me prometer que tudo o que disser ficara entre nós, posso até responder....
- Tudo bem! Prometo que nada que me disser, publicarei ou deixarei que mais alguém saiba.
- Ótimo! Vamos sair daqui!
Ele tomou o absinto em um só gole, pegou-me pela mão. Mesmo sem querer o acompanhei, subimos pelo elevador, até o ultimo andar do hotel,  então ele disse:
- Chegamos... estou hospedado aqui... vamos... entre...
Meus pensamentos estavam um verdadeiro turbilhão,  agora sabia que ele não era um professor, mas quem seria, demorei algum tempo para voltar a mim, e ele parecia divertir-se com isso, então disse:
- Entre minha querida... sente-se.. vou buscar uma bebida para nós!
Dizendo isso... deixou-me acomodada no sofá e foi pegar as bebidas, observava tudo, era encantadora aquela suíte, definitivamente, ele não era um professor.
- Minha menina, não tenha medo... não vou machucar você! Apenas aceite minha hospitalidade, é o que posso te oferecer no momento.
- Não to com medo! E não sou menina... apenas não sabia que estava tão próximo de mim assim, e que estava hospedado na cobertura do mesmo hotel em que me hospedei, estranho não acha?
- Não minha querida... é o destino!
Senti meu coração gelar, com aquelas palavras, mas tentei me manter firme. Então ele me serviu a bebida, era absynto, olhei pra ele e ele disse:
- Se deseja desvendar certos mistérios....
- O absynto te ajudará nisso – completei a frase automaticamente.
- Isso mesmo... prove... sei que ira gostar.
Realmente era uma bebida agradável, suave... então fui direto as perguntas.
- Muito bem poderia me dizer quem realmente é?
- Promete guardar segredo de tudo que ouvir aqui?
- Tens minha palavra!
- Ótimo!
Então ele começou a falar, sobre ele...
- Sou Alexander III, vim de terras distantes, estou a procura de uma noiva, que realmente me ame, e que eu possa ser realmente o que sou, quando estiver com ela...
- E quem é você? – eu disse.
- Sou alguém que estava a sua espera... a séculos.... acho que finalmente encontrei minha prometida! É você minha doce Elise... mas antes... veja quem realmente sou!
Nesse momento ele se transforma , suas presas crescem, seu olhar se torna prateado, então ele me olha,  esperando minha reação, fiquei paralisada, sabia quem ele era agora... mas tinha medo de dizer... nunca imaginei que realmente existissem... pra mim eram apenas mitos e nada mais. Estava com medo... admito,,, mas tentei controlar-me. Então ele disse:
- Não tenha medo minha menina..... não vou machucar você... sabe disso, amei-a desde a primeira vez que a vi naquele trem... pude sentir tua alma... teu coração.
- Porque eu? Pode me dizer?
Nesse momento, sabia que meu destino estava traçado, não teria mais volta, meu coração pertencia a ele, também... eu sabia disso.... desde o primeiro momento que o vi.. no expresso, amava-o incondicionamente... e isso realmente me assustava.
- Porque... porque vi  a pessoa encantadora que você é Elise, confie em mim... só te peço isso... fica comigo. Prometo jamais provar teu sangue, embora seja difícil resistir, mas não desejo ferir, você... és minha vida agora e tudo que eu quero é você ao meu lado.
Dizendo isso, ele volta a forma humana e se aproxima, esperando minha aceitação.
- Meu senhor.... honra-me com suas palavras, e bem o sabes o quanto amo você, mas ... não posso ficar aqui... sabe disso... tenho meu trabalho...
- Não te impedirei de fazer seu trabalho minha amada Elise, apenas te peço... fica comigo... te acompanharei sempre... estarei sempre contigo se me permitir... é claro.
- Promete!
- Desde que me prometa, que não dará atenção a outro vampiro no expresso.... – disse ele sorrindo.
- Acho muito improvável... encontrar alguém como você novamente.... mas prometo!
Nesse momento ele me beija calorosamente, jurando a mim amor eterno, e nos entregamos aquela paixão avassaladora de nossas almas, despedindo-nos da solidão que nos acompanhou por muito tempo.
Sei que prometi ao meu noivo, jamais dizer isso a ninguém, mas quem ira acreditar... em uma jornalista, apaixonada pela profissão, que escreve apenas sobre o amor.
E detalhe, ainda continuo viajando pelo mundo todo, fazendo documentários sobre o amor, uma coisa que na realidade não acreditava existir, mas hoje... sei que existe... e quem sabe você também encontra seu sonho... num expresso.

SOU ASSIM

Sou assim... um místico de tudo
Seu desejo.. seu prazer
Seu ódio... seu asco
Estranho dizer isso... mas é verdade
Ama-me com toda sua emoção
Mas odeia-me mesmo assim
Teme o que sente... quase sempre
Então afasta-se quase sem querer
Sou esse sonho que te leva a sonhar
Essa fantasia... que tanto te fascina
Sou o terror de tua alma.. o medo do abandono
A certeza do não...
A esperança do sim....
Sou a solidão em sua alma carente
Sou a sombra a rondar seus dias
Sou a lembrança de tudo o que viveu
Sou a areia... que te passa pelas mãos
Sou assim.. sou teu tudo.... o seu nada
Sou você.... sou eu...
Sou apenas assim e nada mais....

LEMBRANÇAS


Hoje me peguei, pensando em nós dois
Revivendo cada detalhe, cada sensação
E foi tudo tão bonito, relendo cada letra
Recordei-me de nosso amor... que foi tão lindo
E que está aqui gravado em minha alma...
Lembranças essas que me levam a sonhar
A recriar emoções quase esquecidas...
Agradeço-te meu adorado...
Por tais sensações... por tais sonhos
Porque é por esses sentimentos que escrevo
Que me recrio a noite que torno tudo mágico....
Obrigada por lembrar-me de quem sou e nada mais
Saudades eternas....

11 de out de 2011

AMOR VIRTUAL



Mas eu não espero encontrá-lo. Mas a cada dia, a cada noite, mas sei que um dia virá
Você tomou meu coração, minha alma com tudo  que você é: com seus olhos, sua boca, suas ações têm falado mais do que tudo.
O futuro? Eu não sei.Parece tão longe.
Vejo apenas os caminhos que me levam a você... sempre
Tenho, enfim, uma coisa a dizer é ... para o infinito porque eu te amo, meu querido.
Vou abrir as portas “Meu computador! “
Entre! Traga-me   suas histórias de idade
Deixe-me para descansar invisível em seus ombros! ...
Eu não sei olhar em seus olhos, mas sei sentir seu olhar, e suas palavras
Siga em frente rumo ao meu coração.
O mundo parece tão pequeno por trás desta rede!
E você só, eu  não sei onde,
Sem passaporte, cruza as fronteiras o limite do impossível
Você traz paz e consolo, uma palavra,  belas flores sem perfume,
Mas isso é um bálsamo para a minha alma ...
Vou abrir minha casa assim, você pode entrar! ...
Conte-me sobre você, permitam-me a rir seu riso
Me deixe secar suas lágrimas, se preciso for.
Você não é apenas um nome  escondido atrás de uma arroba,
Você tem uma alma e asas, como os verdadeiros anjos ...
Você tem um "eu"  Quem precisa e deve ser respeitado,
Quem precisa e deve ser amado. Virtual, de fato, mas é tudo o que tenho
Mas meu carinho e meu amor são verdadeiros, leais tudo o que tenho mais real.
Então espero-te sempre atrás desta tela meu computador.
Porque somos sonhos... desejos... paixão e muito mais
Meu apaixonante AMOR VIRTUAL!

LÁGRIMAS E CHUVA


Há chuva lá fora, e eu estou pensando em você
Há lágrimas em meus olhos por não ter você aqui
Quisera eu enviar-lhe todo meu amor, a cada passo que dou
Eu me preocupo com você, e quero-te bem e nada mais
Minhas lembranças, falam-me existe a tempestade
Mas ainda posso sonhar, deixar meus pensamentos me levar até você
Você é minha razão de sonhar, de amar... de ser feliz
A vida sem você não tem sentido, é um vazio... sem graça
Um labirinto sem saída, uma loucura interminável
Penso eme nós dois e me perco em meus delírios mais uma vez
Venho-me andando na rua, nos invernos frios da minha alma
Na esperança de uma nova noite, como sempre.....
E que nessa noite, finalmente nos encontremos... e que você possa ver
Que não somos nada um sem o outro
Porque nosso amor nos recriou... e é assim que somos
Um amor imortal... apenas adormecido pelo tempo.
Amo-te



SOLIDÃO E DESEJO





Como eu vou dizer que não sinto tua falta
Que não penso em você a cada segundo
Preciso tanto de você
Lembro-me de ti a cada instante
Como um grito melancólico da noite
E me perco mais uma vez em você
Espero que entenda o que vou dizer
Tenho saudades do seu olhar, do teu sorriso... do seu amar
Anjos e demônios lutam por minha alma
Mas tudo o que mais desejo é voltar
Para seus braços, onde é o meu lugar
Não entendo, porque tanta dor, depois de tanto tempo
Então na distância me perco mais uma vez
Tudo o que queria era sentir-te, tocar-te pela última vez
E então lembro-me que você destruiu minha alma
Você disse adeus e foi verdade
Eu era sua boneca, seu fantoche, e assim que você se divertiu
Era entretenimento em seus dias de tédio, em seus dias de solidão
E uma boneca de vidro, o tempo passou
E ainda não me recuperei dessa dor imensa.
Que destrói tudo entre eu e você
Nossos sonhos, desejos, esperanças e principalmente nosso amor
Agora resta-me apenas a condenação final
Solidão eterna.... vivendo de lembranças desse amor
Que é tudo o que tive um dia para viver....

9 de out de 2011

DELÍRIOS DE AMOR

Só preciso de uma noite...matá-lo como você me matou
Só as lágrimas em minha face deletam minha tristeza
Quando lembrei-me de seus beijos
minha maior maldição, porque levou minha vida
Mas ainda... eu juro rasgá-lo fora dos meus olhos
Do meu coração doente por você
Da minha alma que sangra, lágrimas de sangue por uma noite
Porque eu preciso matar você em meus sonhos..... por que enlouqueço sem você?
Hoje meu coração parou de bater mais uma vez, agora eu só quero parar de pensar em você
Levá-lo para fora do meu ser, encontrar o único lugar onde você mora
O seu mundo cheio de escuridão e solidão, onde ninguem ficou ferido
Onde o dia é escuro, onde a primavera é eterno inverno, onde não há amor
A dor da sua falta me enlouquece, que esse e ódio e raiva, não invadam ainda mais minha alma
Fazendo-me esquecer, de que apesar de tudo, você é meu mundo e não sei seguir sem você.






FRENESI


Faz-me sentir como se já tivesse vivido isso...
Não! Tenho certeza de que já vivi esse momento
Cada som, cada imagem, cada movimento, cada sentimento
Sim! Eu já vivi esse momento!
Esse momento mágico que partilhamos nosso beijo
Fruto do nosso desejo , da nossa paixão
É como se nossas almas se abraçassem
Num toque ardente entre nossos lábios úmidos
Numa dança audaz entre nosso corpo
É como se todos os segredos do universo
Nos fossem revelados naquele ansioso momento
Mas para que conhecer os segredos do universo?
Se tudo o que mais desejo é você
Esse nosso frenesi, o encontro de nossas almas
O desejo de nossos corpos, a loucura da nossa paixão
Amo-te assim, meu adorado, a cada sensação, a cada beijo
Porque somos assim,... e ninguém mais poderá nos entender
Dentro da loucura de nossas almas
Dentro desse mundo de prazer... que só existe você.


ESSA ANGÚSTIA


Querido, se soubesse a dor que sinto,
A saudade que corrói o meu peito, pelo amor destruído
Dores que me atingem como pontas de faca
E atingem meu peito, choro por você, sofro por você
O meu Adorado!
Espero sempre que algo aconteça, que encontremos nossa felicidade
O momento perfeito na vida....
E o meu me lembro bem. quando lembro de você, do nosso amor
Quando meu coração bate no ritmo exato, das emoções divididas entre nós
E minhas tristezas e amarguras são esquecidas, por apenas um segundo
Queria poder parar no tempo, e reviver cada noite esse momento,
Essa sensação de quando éramos um só, quando seguiamos o mesmo caminho
Nosso momento é perfeito!
Quisera eu ser assim pra você tambem, seu momento perfeito
Sua felicidade, sua paz.. seu único amor
Imploro-te por salvação, perante as lágrimas que me permito deixar cair
Sinto a tua agonia desesperada, a mesma agonia que me aprisiona
Solta teus medos aterrorizantes e volta para meu lado
A tua dor transforma-se em lagrimas como as minhas
Me desespero, sem salvação, e eu nada posso fazer
Deixo as lágrimas da angustia correr, Apenas por amar você!





SAUDADE


Meu amor, você partiu e levou consigo as alegrias que não tive
Apesar de tudo, ficará uma saudade enorme, um vazio que nada preencherá
Mas não foi assim, estou parada no tempo;;;;
Procuro-te em vão e não te encontro
Sinto-me tão fraca por ter perdido você
Gostaria de gritar a todos o quanto AMO-TE
E queria que essas palavras chegassem até você, pela última vez
É difícil seguir sem você, sem seu amor...
E agora,.... o que será de mim?
Meu peito ainda dói, sentindo tua falta
Pois você levou, meus sonhos, meus anseios
Minha esperança de um dia ser feliz
E essa saudade que agita meu coração
Enlouquece-me pouco a pouco
E a única coisa concreta que sei
é que ainda só sei amar você, meu Lorde das Trevas!
Saudades eternas!

SEM VOCÊ





Sinto raiva de mim mesma
Por ter tido o atrevimentos de sonhar com você
Por ter alimentado tantas esperanças em minha alma
Que sabia, seriam em vão...
Amei-te muito mais que a mim..
E nem tudo corre como desejamos
Somos engrenagens de uma máquina imperfeita
Movidas por sentimentos, paixões desejos
Somos frutos de nossas ânsias e loucuras
Mas eu não vou chorar....porque
Apesar de tudo ainda AMO VOCÊ
Não partirei, estarei dentro de você pela eternidade
Estarei perdida, fingindo ser o que não sou
Me enganando mais uma vez...
Que posso viver sem você

8 de out de 2011

PERDOA-ME


Perdoa-me pela frieza das palavras
Pela solidão que ecoa da minha alma
Pela dor que lhe causo
Por não desistir de lutar, não querer te abandonar
Perdoa-me por dar-lhe a alegria
Que tanto sonhava
E lembrar-lhe que também tem um coração
Frio e sombrio ... é certo
Mas que aos poucos deixou de ser negro
Perdoa-me pelas lágrimas de sangue
Que correm em minha face
Manchando o lençol de nosso leito tão sagrado
Perdoa-me por desejar-lhe sempre o melhor
Por tirar de você a dor que te invadia
Me apossar de seu corpo... sua alma... e principalmente teu coração
Porque apenas amava-o como jamais amei ninguém
Tirei-lhe a vida... o encanto
E apenas pedi o seu amor
Apenas espero que um dia possa me perdoar
Porque amo-te com a sutileza da lua
Como a névoa de cada madrugada
Que te envolve...
Amo-te apenas nada mais...
Então perdoa-me

CHAMADO


Vem meu Lorde das Trevas, espero tua volta
E quando chegares, não evite entrar
Porque desejo tua pele fria a me tocar
Quero aninhar-me novamente em seus braços
E a tua face tão branca a me olhar
Não me deixe abandonada a própria sorte
Porque sei e tenho essa esperança
Porque teu nome... está cravado em meu coração
Sou aquela que tens procurado a séculos sem fim
E você sabe disso... sou sua amante... sua meretriz
Aquela que se rende a seus desejos
E quando me abraçar verá em meus olhos
Que o que falo é real....
E não ver temor....
Somente muito... muito amor por você
Meu Lorde das Trevas!





SAUDADE


Saudade é solidão que me acompanha
Quando o amor ainda não foi embora
Mas o meu doce amado já....
Saudade é amar um passado que teima em reinar em nós
Saudade é amar o passado porque você está nele
Saudade é sentir que existe o que não existe mais
Saudade é essa dor que teima em reinar na alma
É o gosto de morte na boca
É a tristeza que nos envolve, é a incerteza do amanhã
É a tortura interminável, que sufoca minha alma
E a única cura é VOCÊ!


. 

A DOR DA SOLIDÃO


Um sorriso oculto na face
Escondendo a dor a me torturar
E a saudade que me atormenta
Os dias vazios, chorei quando tudo terminou
Quando nada mais restou do meu sonho encantado
Sorrio quando o sol perde a luz
Porque a cada anoitecer me recrio, te caço
Mentindo para minha dor
Na esperança de encontrá-lo e ver que nada mudou


RAZÃO DA SAUDADE

Tenho razão de sentir saudade, mas não vou te acusar
Houve um pacto entre nós e você foi sem se despedir
Destruiu um pacto, minha vida
Agora exploro os rumos da solidão
Sem prazo, sem consulta, sem provocação
Até o limite de minhas forças
As lagrimas ainda correm em minha face
Ferem-me a alma e o coração, porque você
Antecipou a hora do fim, desse fim que tanto me tortura
Tenho razão para sentir saudade de ti
De nossa convivência, das nossas palavras
Das nossas noites juntos
Sim, tenho saudades...
De tudo que passamos, de tudo que vivemos
E principalmente de tudo que sonhamos
E por muito tempo achei que a ausência é falta
Mas não é.... minha ausência é VOCÊ!
e nada mais.....




7 de out de 2011

SAUDADES DE VOCÊ


Como sinto a falta de você
Meu doce e adorado encanto
Das tardes que passávamos juntos
Conversando coisas sem sentido
Trocando músicas, nos amando de nossa maneira
Tão próximos e tão distantes
Como éramos felizes
Adorava seu sorriso... até mesmo seu mal humor
Queria você aqui... agora...
Para matar essa minha saudade
Essa loucura que me invade a alma
Suprir o vazio em mim
Quem sabe um dia você volta
E podemos ser felizes mais uma vez
Saudades eternas... meu eterno amor!

MENSAGEM AO MEU LORD


Como pode pensar que me perdeu
Se tudo o que eu tinha na vida para ser feliz era você!
Como pode te sentir são sozinho....
Se eu estou sempre com o pensamento em você!
Não o queria assim tão triste... meu doce amado
Porque sei... do fundo da minha alma que ainda me ama
Que esse sentimento não se perdeu no tempo... nem no espaço
Apenas você decidiu esquece-lo... por que?
Se éramos perfeitos juntos...
A fúria e a paixão... a dor e o desejo
O prazer e o sonho... o medo da solidão
Agora tenho apenas que esperar
Que você desperte mais uma vez
E volte para meus braços....
De onde jamais devia ter saído... bem o sabes
Apenas aguardo e nada mais me resta fazer...
A não ser te amar... como sempre amei
E esperar que esse amor me traga você de volta
Mas que você volte... porque deseja...
E não apenas por voltar...
Aguardo-te pela eternidade meu Lord das Trevas
E não demore... porque não sou nada sem você!
Amo-te eternamente... meu encanto... minha perdição... meu desejo mais secreto... minha submissão...

5 de out de 2011

DESABAFO



Se eu fosse um Anjo como você
Sairia nessa noite de Lua Cheia
Em busca de você sem demora
Noite envolvente, perfumada, mágica
Despetalando o corpo sem tempo, a sua espera
Para verificar a hora do orvalho da madrugada... o suor da tua pele
As palavras têm a força exata para quem as ouve
Por isso espero, meu adorado, que estas cheguem até você
Muitas vezes pecamos ao dizer algo,
Quando nos perdemos em nós
Na medida errada, no momento errado, e talvez no tempo errado
As vezes seria melhor o silêncio de nossas almas
Melhor seria observar o falar do corpo e da alma
Assim observe ao seu redor
Ame com o ardor do fogo de sua alma
Delicadamente... diga palavras que fluem de sua alma
Que venham faladas pela emoção
Minha lembrança jamais cansa de sonhar!
Ela faz de minha imaginação a mais pura nostalgia
Que pode não ter valor algum em peso de ouro
Mas as batidas de meu coração sabem decifrar
Todas as cifras desse valor, o amor
Ah! O amor!
É a canção da alma....  das boas lembranças
Dos sonhos cravados em mim
Agora sei... jamais irei esquece-las
Porque amo-te assim... como és meu adorado
E és tudo o que preciso para ser feliz.....


DESEJOS DE HOJE


Que tudo continue como está
Que o injusto continue me indignando 
Que a indignação continue me movendo para o que eu acho certo
Que o seu olhar me mantenha assim
Que eu jamais desista de meus sonhos
Que eu jamais desista de você
Que o pó não ocupe minha alma tão límpida
Que o amor realize todos meu sonhos
Que meus sonhos não sejam apenas bobagens
Que ao menos por um segundo você pense em mim
E que nossos pensamentos se cruzem
Que minhas palavras não fiquem apenas no papel
Mas que possam tocar o coração daqueles que amam
Porque sou e sempre serei
A sonhadora, a encantada... a espera de alguém
Que seus sonhos sejam apenas meus
Que seus desejos se completem em mim
Porque tudo o que mais quero
É ver-te feliz ! Amo-te!






SONHO



Adormecida emergi, em meus sonhos mais secretos
Viajei por dias e noites, em busca de você
O percurso lindo, delicado, perfeito, apaixonante
Que é está entre nuvens.meu doce anjo alado
Sentir que nada eu era, e com você sou tudo, posso tudo,
Somos anjos apaixonados, perdidos, de mundos tão diferentes
Do frio subconsciente...lembro-me apenas
Do meu eu e dos sonhos em você..
Amo-te eternamente.

ARCANO DUO


Meu adorado arcano, quem é você?
Um anjo... repleto de amor?
Um demônio... desejoso pela alma dos inocentes?
Tens tudo em ti....
O ódio.... o amor...
O desejo.... o prazer....
O medo... a coragem suprema....
A dor... o desespero.....
A traição...  o poder supremo....
Um Titã insuperável...
Fica ao meu lado.... serei tua aliada
Afinal sentimentos humanos não nos afligem
Somos feras indomváveis....
Senhores do céu e da terra...
Então sigamos assim... unidos por tudo e por nada
Meu doce aliado... meu amigo


ANJO DA PERDIÇÃO


Meu amado anjo da perdição
Voltas-te finalmente
Para o lugar de onde não devia ter saído
Para meus domínios
Para meus braços
É assim que te quero meu amado
Meu doce anjo... que envolve-me
Me faz esquecer por um segundo que sou
Faz-me ser apenas mulher
Deixa-me me perder em seus braços
Sonhar.... amar-te mais uma vez
Ama-me assim... pelo que sou
Pela fera escondida em mim...
Pelo desejo da minha pele fria
Pelo prazer de uma noite sem fim
Então te peço... fica
Não por mim... por nós
Amo-te eternamente meu anjo da perdição!

MEDO


Porque tens medo de mim
Meu doce encanto... minha perdição
Se bem o sabes que.... sou incapaz de ferir-te
Mesmo que meus instintos mais secretos
Fazem-se presentes em meu olhar
Jamais poderia ferir você
Porque.. és minha vida... meu doce prazer
A loucura que invade minha alma
O sonho que me faz viver
Então esqueça o medo
Venha para meus braços
Apenas por uma vez...
Deixa-me domar seus desejos mais secretos
Mas não faça isso por mim
Faça por nós.... apenas por nós
Só assim seremos felizes
Esqueça o medo que te envolve...
Deixa-me envolver-te com meu amor
Meu desejo... meu prazer...
Venha... não tenha medo....
Essa noite quero só você!

CRIADOR E CRIATURA


Entre o criador e a criatura
Há uma eterna semelhança
Porque o criador procura a perfeição de sua imagem
E a criatura o contentamento de seu criador
Mas e quando o amor se torna real?
Quando tudo o que desejamos passa a existir?
O que fazer nesse momento?
Simplesmente não deixe de sonhar
Recrie novamente... ame sem medo
Porque a criatura nada mais é
Que você mesmo.... na calada da noite
Na solidão suprema de sua alma
Mas jamais deixe a criatura controlar o criador
Porque dai sim sera o seu fim
Pois como a Bella acabou com a fera
A criatura acabará com o criador
Pois é como liberar o mal da alma
E não terá mais controle.



DOCE SEDUÇÃO


Essa doce sedução que nos move
Nos faz delirar com sonhos
Desejos .... que alimentam nossa alma
Doce sedução
Que fazes vacilar em sua conduta...
Faz-te perder-se em seus sonhos mais secretos
Nossos desejos se confundem
Na calada da noite fria
Na luz do luar que nos encanta
Então venha... meu querido
Sejamos felizes apenas hoje e nada mais
Porque o futuro já não nos pertence
Então... fique aqui em meus braços
Meu doce veneno, meu eterno desejo
E esqueça de tudo... até o amanhecer

ANJO SEDUTOR


Meu amado anjo sedutor
Roubaste-me a paz de minha alma
Porque sei que a partir de agora
Meu destino é você... mesmo sem querer
Sigo teu rastro a cada amanhecer
Porque ... não sei bem ao certo
Apenas sei que preciso da sua presença
Senti-lo assim , próximo a mim
Mesmo que seja por apenas um segundo
Porque me alimento de você
Desse seu amor, desse desejo desenfreado
Que me faz sonhar....
Amo-te assim... na loucura da tua alma
No desejo de seu corpo
No pulsar do teu coração
Jamais se esqueça disso!

1 de out de 2011

DOR E DESEJO


Senhor da vida e da morte... porque inverte em mim?
Ocupa meus pensamentos tão sombrios
Desperta novamente em mim coisas que não desejo
Mantendo-me acuada.... perdida... 
Fera em extremo perigo
Parte de mim deseja que se afaste... deixe-me
Mas a outra deseja-te cada vez mais... em segredo
Enlouqueço pouco a pouco... a cada anoitecer
Esperando sua chegada.... para que me domine.... me faça sua
Peço-te apenas...
Permita-me esquecer... recomeçar... tentar ser feliz
Nossas histórias se cruzam... nossas emoções se entrelaçam
Tenho medo de confundirmos tais sensações
Dores e mágoas tão profundas estão cravadas em nossa alma
E o destino nos une.. sem piedade
Maldito destino!
Fazendo-nos lembrar do que desejamos esquecer
Embora seja-nos quase impossível
Porque ainda sangra... ainda fere...
Cuidaremos um do outro... não sei até quando
Para que essa dor não nos invada novamente
Sejamos amigos.... unidos pela dor e pela solidão.




DESPERTAR


Essa noite , ao despertar
Senti-me novamente perdida
O passado voltou a me assombrar
Lembrar-me de quem sou
É assustador
Desejo esquecer e não consigo
É como uma sombra em meus pensamentos mais sombrios
Alertando-me novamente
Então recordo-me de ti, de nosso amor
Choro até não ter mais forças
A dor ataca minha alma silenciosa
E nessa angústia, torno a sair, caço... mato....
Na esperança de abrandar essa dor
Mas nada é capaz de acalmar-me nesse momento
A não ser seus braços... seus carinhos...
O que fazer.... não sei...Porque só você acalma a fera em mim
Amo-te eternamente

CARTA A UM LYCAN


Quem é você? Meu encantado amigo.
Surgiu do nada, em minha frente, ocupou meus pensamentos quase sem querer.
Desejo saber seus segredos mais remotos, seus sonhos, seus desejos, mas não ouso perguntar... e não me pergunte o porque.
Talvez seja, porque com você, não tenho o controle de nada, é muito diferente.... sua mente... não ouso penetrar... sabe disso.
Uma vez perguntou-me se temia você.
Na verdade temo a mim mesma, quando estou ao seu lado, sinto coisas que jamais senti, um misto de sentimentos e sensações jamais escritas.
Tenho a sensação de que estamos nos analisando a cada segundo, sondando cada emoção, cada sensação, descrita em nossas palavras.
Espero que sejamos sempre assim, tão próximos, tão amigos... e que essa proximidade prospere.... para que estejamos sempre juntos.
Que nossas afinidades nos tornem fiéis sempre a este sentimento que nos une.
Então levanto meus braços em sua direção para que possa saborear o meu sangue e assim dividir meus conhecimentos para que possamos nos conhecer melhor... Espero que uma noite possa fazer o mesmo, porque o nosso sangue tem gerações escondidas nele.
Sinta-se a vontade para contar a sua trajetória e suas mágoas... sua ira e principalmente sobre você.
Sou uma vampira que aprecia a confiança de seus amigos Lycans.
Então seja bem vindo ao meu mundo.
Cuide-se meu adorado..
Lambidas e mordidas carinhosas.